Exportações crescem em novembro

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Exportações crescem em novembro

Mensagem  Admin em Seg Nov 19, 2012 12:52 pm

Nos dez dias úteis de novembro (1° a 19), as exportações brasileiras somaram US$ 11,472 bilhões, com média diária de US$ 1,147 bilhão. Pela média, o resultado é 5,4% maior que o verificado em novembro de 2011 (US$ 1,088 bilhão).

Neste comparativo, exportações dos produtos manufaturados tiveram aumento de 19%, com destaques para plataforma de perfuração e exploração de petróleo, aviões, óleos combustíveis, laminados planos, açúcar refinado, aviões, suco de laranja não congelado, hidrocarbonetos, e motores e geradores elétricos. As vendas de semimanufaturados decresceram (-7,5%), em razão das quedas de alumínio em bruto, ferro fundido, borracha sintética, óleo de soja em bruto, semimanufaturados de ferro e aço, e açúcar em bruto. Entre os básicos, também houve retração (-0,4%), por conta, principalmente, de soja em grão, café em grão, minério de ferro, carne de frango e farelo de soja.

Em relação à média de outubro deste ano (US$ 989,2 milhões), houve crescimento de 16%, com aumento nas vendas de produtos manufaturados (19,5%) e básicos (19,2%), enquanto diminuíram as exportações de semimanufaturados (-0,3%).

As importações, em novembro, chegaram a US$ 11,533 bilhões e registraram média diária de US$ 1,153 bilhão. Com esse desempenho, houve aumento de 8,8% na comparação com novembro do ano passado (US$ 1,060 bilhão). Houve elevação, principalmente, nas aquisições de combustíveis e lubrificantes (64%), cobre e suas obras (42,8%), adubos e fertilizantes (30,8%), químicos orgânicos e inorgânicos (23,2%), e instrumentos de ótica e precisão (10,2%).

Na comparação com a média de outubro deste ano (US$ 913,8 milhões), houve alta de 26,2%, com crescimento nas despesas com combustíveis e lubrificantes (165,9%), cobre e suas obras (43,4%), adubos e fertilizantes (38,4%), cereais e produtos de moagem (18,8%), e químicos orgânicos e inorgânicos (13,1%).

O saldo comercial de novembro está deficitário em US$ 61 milhões (média diária negativa de US$ 6,1 milhões). A corrente de comércio, nas três primeiras semanas do mês, alcançou US$ 23,005 bilhões (média de US$ 2,3 bilhões). Pela média, houve aumento de 7,1% no comparativo com novembro passado (US$ 2,148 bilhões) e aumento de 20,9% na relação com outubro último (US$ 1,903 bilhão).

Semana

As exportações, na terceira semana de novembro (12 a 18), com quatro dias úteis, foram de US$ 4,182 bilhões, com média diária de US$ 1,045 bilhão. Houve queda de 13,9% em relação ao desempenho médio diário verificado até a segunda semana do mês (US$ 1,215 bilhão). Caíram as vendas produtos manufaturados (-22,6%), especialmente, de aviões, automóveis de passageiros, suco de laranja não congelado, veículos de carga, e polímeros plásticos. Também houve retração entre os básicos (-13,8%), em razão de minério de ferro, milho em grãos, carne de frango, bovina e suína, algodão em bruto, e fumo em folhas. Já os embarques de produtos semimanufaturados cresceram (5,4%), com destaques para celulose, semimanufaturados de ferro e aço, e ferro fundido.

Já as importações, na terceira semana de novembro, foram de US$ 5,134 bilhões, com um resultado médio diário de US$ 1,283 bilhão. Na comparação com a média até a segunda semana do mês (US$ 1,067 bilhão), verificou-se aumento de 20,3%, com crescimento nos gastos com combustíveis e lubrificantes, adubos e fertilizantes, siderúrgicos, borracha e obras, cereais e produtos de moagem, e cobre suas obras.

A balança comercial da semana registrou saldo negativo de US$ 952 milhões, com média diária negativa de US$ 238 milhões. A corrente de comércio totalizou US$ 9,244 bilhões, com média de US$ 1,848 bilhão por dia útil.

Ano

De janeiro à terceira semana de novembro deste ano (221 dias úteis), as vendas ao exterior somaram US$ 213,832 bilhões (média diária de US$ 967,6 milhões). Na comparação com a média diária do mesmo período de 2011 (US$ 1,021 bilhão), as exportações retrocederam em 5,3%. As importações foram de US$ 196,522 bilhões, com média diária de US$ 889,2 milhões. O valor está 1,2% abaixo da média registrada no mesmo período de 2011 (US$ 900,3 milhões).

No acumulado do ano, o saldo positivo da balança comercial chega a US$ 17,310 bilhões, com resultado médio diário de US$ 78,3 milhões. No mesmo período de 2011, a média do saldo positivo era de US$ 121 milhões, havendo, portanto, uma redução de 35,2% no resultado. A corrente de comércio somou US$ 410,354 bilhões, com média de US$ 1,856 bilhão. O valor é 3,4% menor que a média aferida no mesmo período no ano passado (US$ 1,921 bilhão).

Fonte: MDIC

Admin
Admin

Mensagens : 1020
Data de inscrição : 01/08/2011

Ver perfil do usuário http://gscomex.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum